A nova face da liderança no Agro é feminina

Por Evelyn Gomes

Nesse mês de outubro, celebra-se o Outubro Rosa como parte da conscientização sobre os cuidados e prevenção do câncer de mama e para além dessa campanha que é muito importante para toda a sociedade em geral, hoje queremos comemorar mais uma vitória do agro, o acréscimo de mulheres em cargos de liderança no agronegócio nacional.

São mais de 1 milhão de mulheres que comandam a gestão de propriedades rurais no país das mais de 5,07 milhões de acordo com o último censo realizado em 2017 ainda que os dados não estejam atualizados a data de hoje podemos ver a discrepância entre a quantidade de líderes femininas e masculinos já que esse número não representa nem 10% da área total ocupada por estabelecimentos rurais e quando falamos sobre a porcentagem de mulheres que são proprietárias desses estabelecimentos, são apenas 19%.

E, no post de hoje, vamos homenagear as mulheres do agro compartilhando a história da produtora rural, mãe e empreendedora Massae Kita que também é neta e filha de agricultores. Atualmente ela comanda sua pequena propriedade junto com o marido onde cultivam abacate, mandioca e pitaia na cidade de Diamante do Norte localizada no estado do Paraná.

“Cresci achando que ia embora do campo, porém tudo mudou quando conheci um produtor rural, que futuramente se tornaria meu marido assim deixei a faculdade na cidade e voltei ao campo 

O papel da mulher atual no campo avançou muito em comparação ao tempo de minha avó e mãe, saindo da tradicional figura de filha ou esposa dos antigos proprietários, nos dias de hoje operamos tratores, tomamos à frente de propriedades .

No entanto, a falta investimentos e acesso a tecnologia de ponta ainda são grandes problemas enfrentados não apenas pelas mulheres mas também por todos os pequenos produtores. As pragas,  a variação climática afeta nossa produção, temos dificuldade com a mão de obra, por conta do êxodo rural .Contudo, tenho orgulho de ser uma mulher , agricultora rural, uma produtora rural  – mãe, mulher e empreendedora.”

E, nós da AgroNegociar temos orgulho de ver a sua luta e ver os seus esforços diários sendo traduzidos em alimentos que garantem a segurança alimentar de muitos brasileiros assim como de tantas outras mulheres na cadeia do agronegócio que se fazem necessárias dentro e fora das porteiras, na ciência, na política e outros. 

Também aproveitamos para cumprimentar nossas mulheres pelo Dia Internacional da Mulher Rural comemorado no dia 15 de outubro, data instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1995 com o objetivo de aumentar a consciência mundial sobre a figura feminina como protagonista nas mudanças econômicas, sociais, ambientais e políticas. 

E, se você ainda não não negocia suas safras e produtos do agronegócio online, cadastre-se na AgroNegociar e expanda seu negócio de forma totalmente segura e rápida.

Categorias: