Agro 5.0 – A conectividade é o futuro

Por Evelyn Gomes

Os avanços tecnológicos aos quais somos expostos diariamente impactam cada vez mais os nossos comportamentos sociais e até mesmo são usados como definidores nos processos de compra, independente do setor de atuação econômica. E nós da CBC Agronegócios sabemos o quanto a inovação e evolução tem sido importante para o nosso setor afinal conectar compradores e vendedores de forma rápida, segura e simples através da nossa plataforma é a nossa missão.

Por aqui já falamos sobre a importância da conectividade da “porteira para dentro” com a expansão das redes e também a chegada do 5G porém a grande novidade ocorre da “porteira para fora” onde há grandes oportunidades de negócios e até mesmo de empregos. Segundo a pesquisa realizada em 2020 pela consultoria norte-americana MCKinsey & Company sobre a mentalidade do Agricultor Brasileiro na Era Digital, 36% dos agricultores consultados realizam compras para as suas fazendas online enquanto nos Estados Unidos esse número não ultrapassa os 24%.

Os canais de comunicação como o WhatsApp também são de suma importância para o bom andamento de todos os processos, é o que podemos constatar ao saber que 85% dos entrevistados o utilizam diariamente para fins relacionados à agricultura, quando falamos sobre outros meios esse percentual cai para 71%, no entanto, ainda pode ser considerado alto. Já 33% dos agricultores são propensos a realizar compras de insumos online para suas fazendas, trazendo dinamismo para seus negócios além da possibilidade de maximização dos lucros e o reinvestimento em maquinários e tecnologias relacionadas a essas matérias-primas como acontecem em mais de 34% dos casos.

A pesquisa ainda revela o pioneirismo dos agricultores brasileiros já que 53% deles fazem uso de ao menos uma tecnologia direcionada ao setor e estão dispostos a experimentação e adoção de mais recursos nas próximas duas safras. Nós sabemos que a questão da infraestrutura ainda é uma pedra na bota dos nossos agricultores e que a adesão de novos recursos será expandida à medida que a conexão chegue em todas as pontas das fazendas, é o que chamamos de Agro 5.0.

Levando esse cenário em consideração veremos aos longos dos próximos anos produções cada vez maiores e otimizadas através da agricultura de precisão, o uso da robótica de última geração no monitoramento, controle de maquinários e até mesmo monitoramento de pragas por meio da coleta de dados. Todos esses avanços tendem a expandir o conceito das “Ghost Farms” (em português fazendas fantasmas), ou seja, propriedades controladas por robôs e máquinas inteligentes.

Outra tendência que tende a se consolidar no futuro é o das AgriTechs ou AgTechs que são empresas do setor de tecnologia voltados para a criação de soluções agrícolas e fornecimento de informações essenciais que impactam as tomadas de decisão garantindo assertividade e confiança podendo estar presentes em todas as etapas da cadeia produtiva da fazenda como:

  • Fertilização do solo;
  • Monitoramento de condições climáticas e dos solos;
  • Monitoramento da lavoura;
  • Monitoramento das condições de armazenagem de grãos;
  • Telemetria de máquinas;
  • Gestão das operações;
  • Gestão do estoque de animais na agropecuária;
  • Utilização e atualização de dispositivos inteligentes como sensores, drones e GPS;

Além de plataformas que possibilitam a negociação e a comercialização dos produtos cujo processo é integralmente online como é o caso da CBC Agronegócios que te conecta com compradores e vendedores de todo o país através de um clique.

Contem para a gente, o que acham dessas novas tecnologias? Já adotaram essas inovações nas suas rotinas de trabalho?

Categorias: