Armazenagem de grãos, um problema que custa bilhões

Por Evelyn Gomes

Nos últimos posts do blog comentamos sobre as safras recordes de grãos e os sucessivos aumento de produtividade que tem levado o nosso país a bater recordes de negócios fechados porém o problema de armazenagem desses produtos no Brasil é uma pedra na bota de produtores que podem custar até R$ 30,5 bilhões de acordo com a consultoria Cogo Inteligência em Agronegócio.

Isso porque o déficit de armazenagem de grãos no Brasil têm pressionado os prêmios da soja e do milho para níveis negativos em relação ao mercado internacional, das perdas totais, a soja corresponde pela maior fatia contabilizando R$ 19 bilhões enquanto o milho responde por R$ 11,5 bilhões, esses resultados obtidos podem ser considerados os piores em 20 anos levando em consideração os últimos e os próximos embarques previstos.

Temos um déficit de armazenagem atual de 124 milhões de toneladas, somados a lentidão de produtos que infelizmente venderam poucos grãos na safra passada e até a colheita dessa não conseguiram ultrapassar ⅓ em vendas, o que é o menor volume já comercializado em 8 safras. 

Essa lentidão nos negócios está diretamente associada a uma alta nos custos que modificou a estratégia de agricultores, isso sem contar com o fato de que os prêmios negociados na Bolsa de Chicago tendem a serem menores no momento da colheita, ainda mais se tratando de uma safra recorde. 

No último mês de abril tivemos uma mínima recorde para os prêmios no Brasil que bateram o preço de US$ 2,10/bushel com uma média atingindo valores ainda menores US$ 1,90 por bushel, preços tão baixos quanto esses não acontecia desde 2004 e que para embarques neste mês de maio a previsão é de que os prêmios sejam negociados a US$ 1,50/bushel. 

Inclusive, essa constância negativa deve permanecer até agosto e ainda que não seja algo inédito, é raro. Por outro lado, isso se deve às compensações de problemas no carregamento, pagamentos de multas por atrasos nos embarques dos navios, tempos de espera nos portos e outros fatores.

Esse problema estrutural só escancara a importância preponderante da armazenagem, pois os agricultores poderiam guardar seus produtos e negociá-los com preços mais interessantes sem a necessidade de se submeterem às atuais cotações.

E, você tá com dificuldades de negociar a sua safra? Cadastre-se gratuitamente na AgroNegociar e encontre compradores e vendedores de todo o país.

Categorias: